A segurança nos parques eólicos

A segurança nos parques eólicos

Espcialista: Samuel Cascaes Natal

samuel@inovarum.net

 

A sustentabilidade é um dos temas mais importantes no cenário atual, tanto para os setores públicos quantos para os privados. Existe uma tendência de mudança nas rotinas de trabalho e na vida pessoal, para melhorarmos o ambiente onde vivemos.

Uma forma de geração de energia elétrica que está de acordo com esta política de sustentabilidade é a geração eólica, que utiliza a força dos ventos e que gera poucos danos ao meio ambiente.

A geração eólica vem tendo um grande destaque no cenário nacional, sendo uma energia limpa e está atraindo investidores de todo o mundo na busca de lugares para implantar seus parques.

Aliado a esta visão de sustentabilidade, devemos estar preocupados também com a segurança dos trabalhadores e do próprio empreendimento, garantindo o atendimento as Normas de Segurança estabelecidas pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).

Ter o corpo técnico capacitado e as instalações em perfeito estado de conservação minimizam os riscos de acidentes.

Assim, a INOVARUM, que tem como valor o desenvolvimento de negócios sustentáveis, realiza trabalhos de gestão de segurança, que inclui a verificação nos empreendimentos, com o objetivo de orientar e corrigir situações que não estejam de acordo com a legislação.

Dispomos de uma equipe qualificada em soluções em segurança no trabalho no atendimento desses parques eólicos, nos seguintes trabalhos:

  • Procedimentos operacionais e instruções técnicas;
  • Análise de riscos;
  • Cálculo de ATPV para a determinação das vestimentas para eletricistas;
  • Prontuário das instalações elétricas – PIE;
  • Relatório técnico das inspeções – RTI;
  • Linha de vida de acordo com a NR-35;
  • Treinamento relacionados às Normas Regulamentadoras, entre elas a NR-5, NR-10, NR-33, NR-35.

 

Procedimentos operacionais e instruções técnicas:

Como destaque a INOVARUM elabora procedimentos operacionais e instruções técnicas, conforme exigência da NR-10, no item 10.2.4, alínea “a” as empresas devem possuir “conjunto de procedimentos e instruções técnicas e administrativas de segurança e saúde, implantadas e relacionadas a esta NR e descrição das medidas de controle existentes;”

Esta padronização das atividades desenvolvidas pelo setor elétrico pode ser realizada descrevendo o passo a passo da operação e manutenção ou por meio de fluxograma como pode ser observado na figura 1:

 

Figura 01

Além do passo a passo da atividade a INOVARUM faz um levantamento dos riscos existentes nas atividades, determinando as medidas de controles, possibilitando a tomada de medidas preventivas, anulando ou controlando os riscos detectados.

 

Cálculo de ATPV para a determinação das vestimentas para eletricistas

Uma das medidas de controle mais importante na prevenção de danos ao trabalhador ocasionado nos riscos diretos da energia elétrica são as vestimentas retardante à chama, onde temos muitas discussões referente ao assunto que é exigido no item 10.2.9.2  da NR-10, “As vestimentas de trabalho devem ser adequadas às atividades, devendo contemplar a condutibilidade, inflamabilidade e influências eletromagnéticas.”

Através de estudos das características dos circuitos elétricos podemos estimar a intensidade de um arco elétrico e assim estimar a quantidade de calor que os trabalhadores da área elétrica estão expostos, definindo qual a vestimenta correta para cada atividade.

 

Prontuário das instalações elétricas – PIE

As empresas são obrigadas a manter a documentação das instalações elétricas em dia e organizadas em um prontuário. Sendo assim, documentos como procedimentos, certificados, laudos, testes de rigidez dielétrica e especificações, devem estar organizados num prontuário, conforme o item 10.2.4 da NR-10 “Os estabelecimentos com carga instalada superior a 75 kW devem constituir e manter o Prontuário de Instalações Elétricas, contento, além do disposto no subitem 10.2.3, no mínimo:

  • Unifilar das instalações elétricas;
  • Inspeções e medições do SPDA e aterramentos;
  • Especificação dos EPIs, EPCs e ferramental;
  • Documentação comprobatória;
  • Teste de isolação elétricas dos EPIs, EPCs e ferramental;
  • Certificado e área classificada;
  • Relatório técnico das inspeções – RTI;
  • Procedimentos de emergência.

Relatório técnico das inspeções – RTI

As empresas devem inspecionar as instalações elétricas periodicamente e levantar todas não conformidades tomando medidas para resolver estes problemas, conforme exigência da NR-10, no item 10.2.4, alínea “g” “relatório técnico das inspeções atualizadas com recomendações, cronogramas de adequações, contemplando as alíneas de “a” a “f””.

 

Linha de vida de acordo com a NR-35

Um dos principais riscos de acidentes envolvendo trabalho nos parques eólicos está relacionado ao trabalho em altura, tratado pela NR-10 como risco adicional, também denominado trabalho vertical e, na língua inglesa, work of height.

Uma medida de controle ao risco de queda em altura é a instalação de dispositivo de segurança, como a linha de vida de acordo a NR-35 e norma ensaios de dispositivos de ancoragem ABNT NBR 16325-1 e ABNT NBR 16325-2.

Solicite um contato dos nossos especialista. Clique aqui para solicitar.

Um abraço meu e de toda equipe da Inovarum.